Eventos

Safra do pêssego começa com tecnologia Embrapa em Pinto Bandeira

Seminário Técnico sobre a cultura do Pessegueiro acontece dia 10 de Janeiro


Na recém reconhecida Capital Estadual do Pêssego de Mesa, Pinto Bandeira, a solenidade de Abertura Oficial da Safra da fruta aconteceu no sábado, dia 23 de novembro, na  propriedade de Rogério Longo, com a colheita da BRS Kampai, cultivar de pêssego desenvolvida pela Embrapa Clima Temperado. O evento foi promovido pela Prefeitura Municipal, com apoio da Emater/Ascar e Embrapa Uva e Vinho, com o objetivo de dar visibilidade para a 5a Festa do Pêssego, que acontece  de 10 a 12 de janeiro de 2020, no município.

Segundo o presidente da 5ª Festa do Pêssego e vice-prefeito de Pinto Bandeira, Daniel Pavan, os fatores naturais como o clima, que garante dias quentes e noites frias, aliados à dedicação do fruticultores que investem em novas tecnologias, como a busca por novas cultivares e o uso de telas antigranizo, estão garantindo a qualidade da fruta e o título de Capital ao município. "Nesta safra serão colhidas 18 mil toneladas de pêssego, com um sabor diferenciado, que só o pêssego de Pinto Bandeira tem", antecipou ele.

Além de registrar a satisfação pela participação da Embrapa no desenvolvimento da cultura do pessegueiro no município, o chefe-geral da Embrapa Uva e Vinho, José Fernando da Silva Protas, destacou a disponibilidade da entidade em ampliar esse apoio em uma articulação conjunta com a Embrapa Clima Temperado, unidade da Embrapa com atuação mais verticalizada na cultura do pêssego. "A Embrapa está à disposição para identificar os principais problemas e buscar a sua solução, seja na discussão sobre a retomada do Programa de Produção Integrada, no desenvolvimento de porta-enxertos e na validação de novas cultivares para a região", destacou. Ele antecipou que a empresa de pesquisa estará também colaborando na organização do Seminário Técnico sobre a cultura do Pessegueiro que acontecerá no dia 10 de janeiro, como parte da Festa da Colheita do município.

"Toda a nossa estrutura está à disposição para tornar Pinto Bandeira a Capital Nacional do Pêssego de Mesa", destacou Geraldo Sandri, presidente da Emater/RS e que representou o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em seu pronunciamento.   

Após os pronunciamentos das autoridades e a benção da colheita realizada pelo pároco Luiz Antonio Mascarello, os primeiros frutos foram colhidos pelas soberanas da Festa, a rainha Karla Fabrício, as princesas Rubiane Da Campo Rubbo e Francine Foresti, que contaram com o apoio de autoridades lideradas pelo prefeito de Pinto Bandeira, Hadair Ferrari.

Os participantes brindaram o início da colheita com produtos da localidade, como espumantes e sucos que foram acompanhados de frutas, pães, geleias e outras delícias preparadas e disponibilizadas pelas agroindústrias familiares.

Sobre a BRS Kampai - Lançada em 2010 pela Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS), a BRS Kampai é uma variedade de pêssego de mesa com polpa branca, doce e de baixa acidez. Os frutos pesam em média 110g a 120g e a firmeza da polpa permite boa conservação durante o transporte. Nas últimas safras, tem produzido bem nas unidades de observação do Sul e do Sudeste. Em São Paulo, a produtividade superou as 20 toneladas/hectare. Além disso, em áreas mais quentes, tem apresentado boa resposta ao tratamento químico para quebra de dormência. No entanto, devido à floração precoce, não é recomendada para áreas com muita geada. Mas, a precocidade também é vista como vantagem, pois a torna alternativa a outras cultivares disponíveis no mercado, como na região de Pinto Bandeira. As regiões mais indicadas para o cultivo são as subtropicais, desde o Sudeste até o Rio Grande do Sul, devido à sua baixa exigência de frio. Clique aqui para mais informações.

*Viviane Zanella - Embrapa Uva e Vinho - Contatos para a imprensa - [email protected] - Tel: 54-3455-8084

Comments

SEE ALSO ...