Notícias do Pomar

Pesquisa mostra que SC e PR podem dobrar a produção de banana ao melhorar o manejo nutricional das plantas

Pesquisa desenvolvida pela Epagri e IDR mostra que a banana produzida na região Sul do País, predominantemente de cultivares do subgrupo Cavendish, tem potencial de produção acima de 50 ton/hectare


Santa Catarina é o quarto maior produtor de banana do país, com produção anual de aproximadamente 700 mil ton

Uma pesquisa desenvolvida pela Epagri, empresa do governo de Santa Catarina, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR) mostra que a banana produzida na região Sul do País, predominantemente de cultivares do subgrupo Cavendish, tem potencial de produção acima de 50 toneladas por hectare, enquanto os índices alcançados estão em 24,6 ton/ha em Santa Catarina e 23,5 ton/ha no Paraná. Os resultados desse estudo foram publicados em 2021 na Revista Brasileira de Fruticultura (volume 43, Nº 4), cujo artigo mostra que o principal fator para esse desempenho é a gestão no manejo nutricional, que pode ser melhorada.

O pesquisador da Estação Experimental da Epagri em Itajaí, Gelton Guimarães, que atua em solos e nutrição de plantas, explica que a gestão no manejo nutricional engloba práticas simples como uma correta calagem, gessagem e adubações equilibradas com macro e micronutrientes. Segundo ele, o estudo constatou que as aplicações com fontes nitrogenadas estão abaixo de atender a demanda exigida pela cultura mas, por outro lado, fontes fosfatadas e potássicas estão sendo aplicadas em doses muito elevadas contribuindo para desequilíbrios nutricionais tanto no solo como na planta. "Além disso, verificou-se que algumas regiões do estado possivelmente não estão fazendo a correta correção da acidez do solo, seja pela escolha errada do corretivo utilizado e/ou doses fora do recomendado", alerta o pesquisador.

De acordo com o do extensionista do IDR-Paraná José Aridiano Lima de Deus, o presente estudo traz resultados que auxiliam no manejo atualmente adotado pelo bananicultor, seja no âmbito de propriedade, de município ou até mesmo de região. "É importante a identificação das principais limitações da produtividade a fim de estabelecer ações que melhoram a tomada de decisão e possam minimizar as limitações causadas por fatores controláveis, como por exemplo os fatores nutricionais", explica. O pesquisador da Epagri complementa que o estudo pode contribuir também para políticas públicas, gestão e promoção da cultura nas regiões em que a cultura possui importância econômica.

Banana em SC e PR - Santa Catarina é o quarto maior produtor de banana do país, com produção anual de aproximadamente 700 mil toneladas, além de ser responsável por 70% do volume de produção e mercado na região Sul. Quanto ao Paraná, dados da Secretaria da Agricultura daquele estado mostram que a bananicultura por lá ainda possui uma tímida representação nacional, mas é a segunda fruta em volume de produção e em área cultivada, sendo a quarta em VBP na fruticultura paranaense.

Segundo o IBGE, as produtividades de banana de Santa Catarina e Paraná estão entre a 2ª e 3ª maiores do país, respectivamente, e bem acima da média nacional, que atualmente é de  14,7 ton/ha. "Mesmo assim, o desempenho da bananicultura em ambos os estados ainda pode ser considerado baixo, visto que o potencial produtivo dos cultivares é superior aos obtidos atualmente", reforça o pesquisador Gelton Guimarães.

Para mais informações, leia na íntegra o artigo com os resultados do estudo publicado na Revista Brasileira de Fruticultura:

https://www.scielo.br/j/rbf/a/qZ89YYjywW9y9gXS4fszV7B/abstract/?lang=pt

Mais informações e entrevistas: Gelton Guimarães, pesquisador em solos e nutrição de plantas na Estação Experimental da Epagri em Itajaí, pelo fone (47) 3398-6365

*Gisele Dias, jornalista, pelos fones (48) 3665-5147 

Comments