tecnologia

Entrevista com Daniela Tavares, diretora de Inovação, comercial e marketing da WestRock

O mercado brasileiro de embalagens de papelão ondulado tem crescido nos últimos anos em torno de 2% ? impulsionado pelo crescimento do setor de proteínas e óleos, frutas e alimentos em geral


Daniela Tavares, diretora de Inovação, Comercial e Marketing na WestRock Brasil, é executiva com 25 anos de experiência local e global em Gestão de Negócios, Fusões & Aquisições, Vendas, Marketing e Estratégia em indústrias de bens de consumo e B2B. Formada em Engenharia de Produção pela FEI e com pós graduação em marketing estratégico pela ESPM, a profissional tem trajetória marcada em buscar oportunidades de negócios para aumentar rentabilidade, participação de mercado e satisfação do cliente. Ela assumiu o cargo na associada Empapel, a WestRock, há quatro meses e é nossa entrevistada no mês da mulher da Empapel News de março.

Quais os principais desafios do setor de embalagens de papel e papelão ondulado, quando se fala em inovação?

Entender profundamente a dor do cliente para fornecer soluções em embalagens e serviços está entre os principais desafios do setor. Por isso, quando se fala em inovação, nossas equipes multidisciplinares trabalham para encontrar soluções únicas que ajudem os clientes a vender mais, reduzir custos, diminuir riscos e melhorar a sustentabilidade.

Podemos mencionar alguns exemplos na WestRock: a busca por novos desenvolvimentos e soluções sustentáveis, como os papéis HyPerform® Kraftliner e Miolo para contato com alimentos; redução e até mesmo substituição completa de plástico ou outros materiais não renováveis; embalagens otimizadas e adequadas para cada produto com redesenho da caixa; solução pré print (nossa linha com marca registrada Hygraphics®) para alavancar vendas nos pontos de vendas de nossos clientes; logística reversa; e opções para reutilização da embalagem demonstram o compromisso da WestRock com a inovação e com a sustentabilidade.

Já trilhamos um caminho importante na evolução das barreiras para a substituição completa do plástico nas embalagens?

Na WestRock, somos pautados por esses desafios. Para ajudar nossos clientes em suas metas de sustentabilidade, temos um objetivo claro de entregar alternativas de fonte renovável para atender às demandas de mercado por substituição de embalagens de fonte não renovável, como plástico e EPS (isopor). Já desenvolvemos soluções de papelão ondulado para substituição de plástico em embalagens de bebidas, alimentos, produtos de higiene, setor de frutas, entre outros.

Que nichos de mercado mais evoluíram? Como a WestRock vem trabalhando nesses mercados segmentados? Existem parcerias de cocriação com o cliente?

Diante do crescimento de diversos nichos de mercado que buscam por embalagens sustentáveis, a WestRock vem trabalhando de forma estratégica para atender a esses mercados segmentados. Setores como e-commerce, alimentos e bebidas, proteínas, linha branca e higiene pessoal têm ganhado espaço.

Todos os dias recebemos desafios dos nossos clientes que exigem inovações, desde a harmonização das embalagens com seus sistemas operacionais até a gestão detalhada do desempenho e dos custos do processo. Para enfrentar esses desafios, formamos times multidisciplinares que se unem a cada projeto para encontrar soluções às dores dos clientes, sejam elas de embalagens ou de serviços.

Adotamos processos interativos de cocriação com os clientes, buscando agregar valor às suas operações, identificando áreas de melhoria de performance e custos com colaboração, estabelecendo uma agenda comum. Esse modelo de cocriação vai além da produção e comercialização de embalagens: ele busca impulsionar vendas, promover indicadores de sustentabilidade, reduzir custos e oferecer soluções que agreguem valor e melhorem sua produtividade de maneira significativa. Essa abordagem reforça o compromisso da WestRock em avançar lado a lado com o cliente, como uma verdadeira fábrica de soluções.

O comércio eletrônico impulsionou possíveis evoluções no mercado de embalagens?

Acreditamos que sim! O mercado brasileiro de embalagens de papelão ondulado tem crescido nos últimos anos em torno de 2% - impulsionado pelo crescimento do setor de proteínas e óleos, frutas e alimentos em geral. E quando há um maior potencial de crescimento em e-commerce, principalmente pós-pandemia e aceleração de substituição de plástico, como é no caso do Brasil, a perspectiva é de crescimento mais acelerado no futuro.

A recente fábrica de Itupeva da WestRock, por exemplo, foi planejada para atender demandas personalizadas, com flexibilidade e agilidade, como as do segmento de e-commerce. Nas nossas unidades também oferecemos inovações que atendem a esse segmento especificamente, como a impressão na face interna das embalagens corte e vinco. Mais uma alternativa de customização para nossos clientes, otimizando a importante experiência de "unboxing", a "experiência de desembalar, de abrir o pacote" pelo consumidor final, fator diferenciador especialmente para embalagens de e-commerce. *EMPAPELOrg

Comments